Literatura Brasileira.net

Romantismo

O Romantismo se inicia no Brasil em 1836, quando Gonçalves de Magalhães publica na França a “Niterói” - Revista Brasiliense e, no mesmo ano, lança um livro de poesias românticas intitulado Suspiros poéticos e saudades.O Romantismo no Brasil coincide com os movimentos políticos de independência. A imagem do português conquistador deveria ser varrida; há necessidade de auto-afirmação da Pátria que se formava. De fato, a literatura dos princípios do século XIX reflete um profundo sentimento nacionalista.

A literatura romântica expressa uma ligação com o movimento libertador de 1822, um desejo de construir uma pátria nova, de criar uma literatura nacional. Segundo Karl Menheim, o “Romantismo expressa os sentimentos dos descontentes com as novas estruturas: a nobreza decadente e a pequena burguesia em ascensão”. Daí as atitudes saudosistas ou reivindicatórias que caracterizam o Romantismo.

A POESIA ROMÂNTICA BRASILEIRA PODE SER DIVIDIDA EM TRÊS GERAÇÕES:

1ª geração

(nacionalista ou indianista) - marcada pela busca de uma identidade nacional, pela exaltação da natureza. Volta ao passado histórico, medievalismo e criação do herói nacional. Entre os principais autores podem ser destacados Gonçalves Dias, Gonçalves de Magalhães e Araújo Porto Alegre.

2ª geração

(do "mal século") - influenciada pela poesia de Lord Byron e Musset, impregnada de egocentrismo, negativismo boêmio, pessimismo, dúvida, desilusão adolescente e tédio constante. Seu tema preferido é a fuga da realidade. A poesia é intimista e egocêntrica. Os poetas dessa geração foram Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu, Junqueira Freire e Fagundes Varela.

3ª geração

(condoreira) - caracterizada pela poesia social e libertária. Sofreu forte influência de Victor Hugo e sua poesia político-social. O termo condoreirismo é conseqüência do símbolo de liberdade adotado pelos jovens românticos: o condor. Seu principal representante foi Castro Alves, seguido por Tobias Barreto e Sousândrade

Principais Representantes:

  • Casimiro de Abreu
  • Castro Alves
  • Fagundes Varela
  • Visconde de Taunay
  • Joaquim Manuel de Macedo
  • Junqueira Freire
  • Martins Pena
Romantismo (prosa)

- cronologicamente o 1º romance brasileiro foi "O filho do pescador" (1843), de autoria de Teixeira e Sousa, porém sua trama confusa não define as linhas que o romance romântico seguiria no Brasil. Por isso, convencionou-se adotar o romance "A Moreninha" (1844), de Joaquim Manuel de Macedo, como 1º romance brasileiro. Como autores importantes ainda podem ser citados Manuel Antônio de Almeida, José de Alencar , Visconde de Taunay e Bernardo Guimarães. Teatro Romântico

- é no Romantismo que se define o teatro nacional, em virtude da vinda da família real para o Brasil (1808). Gonçalves de Magalhães, com Antônio José ou o poeta e a inquisição (1838), seu iniciador; e Martins Pena, com suas comédias de costumes, ao lado do importante papel desempenhado pelo ator João Caetano, foram responsáveis por sua consolidação.

Pesquisar

Usuários On-line

Temos 2 visitantes e Nenhum membro online