Literatura Brasileira.net

A Pata da Gazela (José de Alencar)

Conta sobre Horácio, Leopoldo, Laura e Amélia. Laura e Amélia são duas primas com pés exatamente opostos. Laura os têm disformes, Amélia os têm pequeninos.

Leia mais...

O Pagador de Promessas, de Dias Gomes

Dias Gomes escreve, em 1959, o brasileiríssimo texto de O Pagador de Promessas. É o interessante retrato da miscigenação religiosa brasileira, tem em sua maior preocupação destacar a sincera ingenuidade e devoção do povo, em oposição a burocratização imposta pelo próprio sistema católico em sua organização interior. Se trata de uma obra de estatura excepcional. Décio de Almeida Prado refere-se a ela como "um instante de graça" por ter seu autor atingido um ápice, "aquela obra que congrega numa estrutura perfeita todos os seus dons mais pessoais".

Leia mais...

São Bernardo - Graciliano Ramos

O social e o psicológico se fundem em São Bernardo para criar uma obra de profunda análise das relações humanas. Este é, sem dúvida, um dos romances mais densos da literatura brasileira. Uma das obras-primas de Graciliano, é narrado em primeira pessoa por Paulo Honório, que se propõem a contar sua dura vida em retrospectiva, de guia de cego a proprietário da Fazenda São Bernardo. Ele sente uma estranha necessidade de escrever, numa tentativa de compreender, pelas palavras, não só os fatos de sua vida como também a esposa, suas atitudes e seu modo de ver o mundo. A linguagem é seca e reduzida ao essencial.       

Leia mais...

Os Ratos (Dyonélio Machado)

Modernismo de segunda fase. A história começa com o leiteiro ameaçando cortar o fornecimento caso Naziazeno, um modesto funcionário público, não lhe pague os 53$000 (cinquenta e três mil-réis).

Leia mais...

As Minas de Prata (José de Alencar)

Apresenta o mito do tesouro escondido, arrastando para os sertões brasileiros a onda de aventureiros e bandeirantes , aos quais se deve o seu povoamento. Personagem central : Estácio Correa.

A Hora da Estrela (Clarice Lispector)

Neste, que foi seu último livro publicado em vida, Clarice constrói a personagem de Macabéa como vista pelo fictício, irônico e auto- depreciativo escritor/narrador Rodrigo S.M. Macabéa era uma miserável alagoana virada por uma cruel e ignorante tia beata (os pais, cujo nome Macabéa ignora, morreram quando ela tinha dois anos).

Leia mais...

Pesquisar

Usuários On-line

Temos 68 visitantes e Nenhum membro online